Festival de Teatro Universitário traz 48 produções, entre esquetes e espetáculos, ao Rio de Janeiro

9_Esquete_Saudades Branca_Festu_Crédito Zeca Vieira_Last Nite

Montagens criadas por jovens da cena universitária brasileira estarão em cartaz a partir de quarta, dia 30 de agosto, quando começa a 7ª edição do FESTU – Festival de Teatro Universitário. A maratona terá início com a Mostra Destaques 6° FESTU, na CAIXA Cultural Rio de Janeiro, de quarta a domingo, com apresentação de oito esquetes que se destacaram na edição passada. No dia 9 de setembro, o festival segue para o Teatro Cesgranrio com a Mostra de Espetáculos. Até o dia 1º de outubro, treze espetáculos selecionados de universidades do Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte estarão em cena. Já a concorrida Mostra Competitiva Nacional será realizada no Teatro SESI, de 4 a 7 de outubro.

Na Mostra Destaques 6° FESTU, de 30 de agosto a 3 de setembro, serão apresentadas oito peças curtas criadas por jovens estudantes de artes cênicas de universidades do Rio de Janeiro (UNIRIO, Martins Pena, PUC e Universidade Candido Mendes), da Bahia (Universidade Federal da Bahia) e do Distrito Federal (Universidade de Brasília): “Combatente Maria”, “Procura-se Profundidade”, “Do Fim pra Frente”, “País das Maravilhas”, “Do Lar ou Star”, “Dois Homens e 1 Dinheiro”, “Stanisloves-me” e “Saudades Branca”. As produções fazem parte da seleção de 27 esquetes que participaram da mostra competitiva no ano passado.

De 9 de setembro a 1º de outubro, a Mostra de Espetáculos apresentará treze espetáculos selecionados de universidades do Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte. Premiada no FESTU 2016 em três categorias (Melhor Esquete, Direção e Texto Original), a peça mineira “Chão de Pequenos” abre a mostra. Idealizada pela Companhia Negra de Teatro, os atores Felipe Soares e Ramon Brant narram a vida de dois jovens abandonados pela família. De Minas Gerais, também foram selecionados os espetáculos “19:45!”, da Miúda Cia; e “Litoral”, ambos da CEFART.

As produções cariocas escolhidas são dos cursos de artes cênicas da CAL, Martins Penna, Unirio, UCAM e UFRJ: “A Casa dos Felizes”, “Crianças de Terezin”, “E Agora, Aonde Vamos?”, “Eu (Quase) Morri Afogada Várias Vezes” (do coletivo As Mina), “Natasha, Pierre e o Grande Cometa de 1812”, “O Último que Sair Apague a Luz”, “Um Bonde Chamado Bocejo” e “Vida de Galileu”. Vencedora do prêmio de melhor atriz no FESTU do ano passado, Bruna Martini, da Universidade de Brasília, volta ao festival com “Stanisloves-me” em duas versões – esquete e espetáculo.

A concorrida Mostra Competitiva Nacional, última etapa do festival, começa no Teatro SESI no dia 4 de outubro. Dos 152 inscritos de sete estados, 27 esquetes foram selecionadas. Com entrada franca, o público pode acompanhar todas as apresentações e votar no melhor. As produções concorrem em dez categorias: Melhor Esquete, Melhor Ator, Melhor Atriz, Esquete pelo Júri popular, Melhor Direção, Melhor Direção de Movimento, Texto Original, Melhor Iluminação, Melhor Cenografia e Melhor Figurino. O grande vencedor recebe um patrocínio de R$ 40 mil para montar um espetáculo que já tem sua participação garantida no Festival de Curitiba em 2018.

Acompanhe a programação completa no site do festival.

SERVIÇO:

Mostra de Destaques 6º FESTU – de 30/08 a 3/09, na CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Teatro de Arena. Av. Almirante Barroso, 25, Centro. Horário: 19h. R$20 (inteira) e R$10 (meia-entrada).

Mostra de Epetáculos – de 9/9 a 1/10, no Teatro Cesgranrio. Rua Santa Alexandrina, 1011 – Rio Comprido. Horário: Quinta e sexta, às 20h. Sábado e domingo, às 19h. Ingressos: R$ 30 e R$ 15. O espetáculo “Vida de Galileu” tem entrada franca.

Mostra Nacional Competitiva – de 4 a 7/10, no Teatro SESI.  Rua Graça Aranha, 1 – Centro. Horário: das 19h às 21h30. Entrada franca.

[Foto da esquete “Saudades Branca”. Crédito: Zeca Vieira]