Invisível | Invisible Brasil / Holanda | Residência Artística | Teatro

  • Jörgen Tjon A Fong
  • Mariana Nunes
  • Patrick Pessoa
  • 17 OUTUBRO - 19H30 / 18 E 19 OUTUBRO - 20H
  • Oi Futuro Flamengo
  • Sede das Cias

 28626784771_818be19a1c_o

SINOPSE

Estrelado pela atriz Mariana Nunes, o monólogo aborda a invisibilidade da mulher negra na sociedade brasileira. Escrito por Patrick Pessoa e dirigido pelo holandês Jörgen Tjon A Fong, o trabalho é um desdobramento da peça Invisível, desenvolvida pela dupla na HOBRA – Residência Artística Holanda-Brasil, projeto realizado pelo TEMPO_FESTIVAL e parte do calendário cultural dos Jogos Olímplicos de 2016.

SOBRE JÖRGEN TJON A FONG

Jörgen Tjon A Fong é diretor, dramaturgo e ator. Nascido na Holanda em uma família originária do Suriname, é formado pela Escola de Teatro de Amsterdam e Mestre em Estudos de Práticas Avançadas de Teatro pela Universidade de Londres, reside e trabalha na Holanda. Desde 2002, Jörgen produz e dirige peças de sua companhia, a Urban Myth, organiza debates e produz espetáculos onde novos talentos podem se apresentar. Suas produções inspiram-se em textos clássicos, que variam de tragédias gregas à obra de escritores contemporâneos estadunidenses. No palco, Jörgen reúne jovens intérpretes com bagagens culturais bem distintas.

SOBRE PATRICK PESSOA

Patrick Pessoa é doutor em Filosofia pela UFRJ/Universität Potsdam e professor do Programa de Pós-Graduação e do Departamento de Filosofia da UFF. É editor da Revista VISO: Cadernos de Estética Aplicada (www.revistaviso.com.br) e atua como crítico teatral na Revista Questão de Crítica (www.questaodecritica.com.br). Um de seus livros, “A segunda vida de Brás Cubas: A filosofia da arte de Machado de Assis” (Ed. Rocco, 2008) foi finalista do prêmio Jabuti de Teoria e Crítica Literária.

SOBRE MARIANA NUNES

Atriz brasiliense, atuou em filmes como Febre do Rato de Cláudio Assis, Alemão de Eduardo Belmonte e Zama de Lucrécia Martel. No teatro, trabalhou com diretores como Adriano e Fernando Guimarães, Cristina Moura, Roger Bernat e Yan Duvyendak – estes últimos no espetáculo Por favor, Continue (Hamlet), na edição de 2015 do TEMPO_FESTIVAL.

SOBRE DIANA HERZOG

Formada em Teoria do Teatro na Unirio, acaba de dirigir seu primeiro trabalho, “Nora”, um experimento de teatro documentário.

SERVIÇO

Oi Futuro Flamengo

Endereço: Rua Dois de Dezembro, 63 – Flamengo
Tel.: (21) 3131-3060
Capacidade: 63 lugares
Dia: 17 de Outubro
Horários: 19h30
Duração: 60 minutos

Valor: R$30 (inteira) / R$15 (meia)

Classificação Indicativa: 14 anos

 

Sede das Cias

Endereço: Rua Manuel Carneiro, 10 – Escadaria Selarón – Lapa

Tel.: (21) 2242-4176

Capacidade: 60 lugares

Dias: 18 e 19 de Outubro

Horário: 20h

Duração: 60 minutos

Entrada Gratuita – distribuição de senhas, 30 minutos antes

Classificação Indicativa: 14 anos

 

FICHA TÉCNICA

Concepção Jörgen Tjon A Fong e Patrick Pessoa/ Dramaturgia: Patrick Pessoa / Direção: Jörgen Tjon A Fong / Diretora Assistente: Diana Herzog /  Interpretação: Mariana Nunes / Figurino: Ticiana Passos / Iluminação: Luiz André Alvim